Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no nosso website. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa política de cookies.
Crescer a olhar para ontem
Às vezes ganhamos se olharmos para trás

Há dias em que, quando estamos preocupados com a relação dos nossos filhos com a escola, ganhamos se olharmos para trás. E se recapitularmos coisas simples que fomos descobrindo, quase sem querer, que podem ser úteis para eles. E que, se as levarmos a sério, podem ser uma ajuda preciosa para a relação que eles têm com a escola. Vamos ver algumas delas.

‣  Aceite que desenhar as letras, contar pelos dedos e ter a vista a vista na pontas dos dedos torna o seu filho mais inteligente, mais criativo e mais autónomo.
‣  Ensine-o a perguntar. É mais indispensável que o pôr a responder.
Desafie-o a pôr dúvidas. Isso é mais importante do que descobrir o que está certo.
‣  Ajude-o a errar. Se ele não o fizer nunca irá aprender.
‣  Ponha-o a pensar alto. Sem isso ele nunca vai daquilo que intui à perspectiva que o leve a ligar aquilo que está a descobrir a tudo o que já sabe.
Lute conta a ideia que ele é tão inteligente que quase parece sobredotado. Todas as crianças são, inacreditavelmente, inteligentes; se não as estragarmos. E, acredite, quando a escola exige, vezes demais, que se aprenda da mesma forma, à mesma velocidade, e, sobretudo, do zero, as empurra para papaguear em vez de as ensinar a estudar, e transforma estudantes inteligentes em crianças sobrelotadas.
‣  Se o seu filho tiver sempre boas notas a tudo, preocupe-se. Ele sabe imensas coisas, claro. Mas ainda não aprendeu a errar

subscreva