Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no nosso website. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa política de cookies.
A desmotivação é um mito urbano
Acreditem!

Pronto; reconheço: estou desmotivado! "Estou-me a cagar" para tudo! Não há nada que me puxe, que me entusiasme, que tenha piada, que me "dê pica", que me faça "passar"! E, como se nada disto não me bastasse, já só dou secas. Até a mim.

E como se tudo isto não fosse pouco, ainda tenho a mãe a azucrinar-me o juízo. Quer que eu tire notas. Boas notas. Sempre boas notas, claro. Mas, népia. As coisas, em mim, entram-me a 100 e a saem a 200. E, como se não chegasse, tenho a cabeça, todos os dias, a mais de 1000.

Depois, uma pessoa tira más notas; certo?… Uns vão ao explicador. Outros vão ao psicólogo. Os que vão ao explicador são preguiçosos. Os que vão ao psicólogo são doidos. Eu estou a tentar safar-me dos dois. Mas tudo é melhor que tirar sempre boas notas e correr o risco de me transformar num "nerd".

A minha vida vai de um inferno a muito pior. E, para cúmulo, as pessoas, quando falam comigo, ora perguntam como vai a escola ora perguntam como vai a escola. Tudo criativo, portanto. De cada vez que me perguntam alguma coisa, para além da escola, só me apetece dizer: "não sei"; "não quero pensar"; e "tenho ódio em relação a quem pensa!!!!". A seguir, reflicto melhor. E, depois de respirar fundo, tudo volta ao normal. E - então, sim - murmuro. Falo para dentro. Modéstia à parte, nisso eu até sou bom.

Em casa, todos assumem que estou muito desmotivado. Seja! Mas o que se passa é que a minha vida está um embrulho. Tudo fora do lugar, mas nada absurdamente mau. A cabeça a abarrotar sonhos, mas a vida a transbordar de porcarias. Ha uma espécie de medo meu, sem rosto, de todos os dias, que me esgota todos os esforços. A mim, parece-me que há sempre uma altura nas nossas vidas em que só apetece fugir. E eu até fugia.... Se pudesse não sair do lugar. Eles que se enxerguem. Vendo bem, isto não é ronha; não. Claro que não. Mas não é desmotivação! É uma dor que vem fininha e arranha. Muitas vezes. Agora que penso nisso: a desmotivação é um mito urbano.

subscreva