Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no nosso website. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa política de cookies.
As boas famílias não são produtos normalizados
São saudavelmente imperfeitas!

Nós queremos, mesmo, que as famílias tenham o direito milenar a voltarem a ser iguais a si próprias: imperfeitas! E, quando estamos aconchegados nelas, queremos ter o direito a ser como somos. De “coração grande” e com “mau feitio”. E queremos o direito a rir sem motivo nenhum e a chorar, devagarinho, “por nada”; ou, unicamente, “porque sim”. E queremos ter o direito ao melindre e aos arrufos, ao desabafo e à lamúria. E o direito a dizer “Quero colo e pronto!” e não se fala mais nisso!

subscreva