Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no nosso website. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa política de cookies.
Porque é que as pessoas "desequilibradas", parecem mais equilibradas, nestas alturas?
a vida em estado de sítio: 18

Porque não são tão "desequilibradas" como parecem.
Porque aquilo a que as pessoas da família e os amigos chamam “desequilíbrios” tem a ver com uma sensibilidade educada e com formas transparentes e expansivas delas se expressarem. E é por isso que estas pessoas, quando estão tristes, parecem afundadas em lamúrias; e, quando se entusiasmam, em vez de irem à lua, facilmente, chegam ao "fim do universo".
Porque as "pessoas desequilibradas" não são, como sabemos, uma calmaria. São pessoas de tons fortes. Tudo nelas é intenso. Tudo lhes provoca solavancos. E tudo é tão "sexto sentido" que, para quem convive com elas, são... "desequilibradas". Na verdade, as pessoas que as conhecem de perto dizem que elas são assim porque têm a sua pontinha de inveja em relação ao "coração ao pé da boca", à "lágrima fácil" e, até, ao modo como as "pessoas desequilibradas" parecem ficar com os "azeites". E, para as condicionarem, por antecipação, inibindo-as de dizer as coisas certeiras que só as "pessoas desequilibradas" são capazes de dizer, antes que elas abram o coração, repetem que elas são desequilibradas. Como se, com isso, insinuassem que não são para ser levadas a sério.

As "pessoas desequilibradas" não são nem doentes nem irreflectidas. E parecem mais equilibradas, nestas alturas, porque elas são, realmente, mais equilibradas do que possa parecer. As "pessoas desequilibradas" têm um olhar vivo. Um entusiasmo trasbordante. Comovem-se por tudo e por nada. Desmancham-se a rir. E são, sobretudo, bondosas! As pessoas que se metem com eles são reflectidas. Têm sempre um olhar de segunda-feira. Vivem repartidas por suspiros. Têm o coração abotoado até ao último botão. Em vez de rirem fazem esgares; nos dias bons. E são muito assim-assim, como pessoas. E enquanto as "pessoas desequilibradas", nestas alturas, deixam a nu tudo o que têm de sólido (embora tremam por dentro, muitas vezes), as pessoas reflectidas, porque são controle de uma ponta à outra, desmancham-se. E deixam que se vejam os verdadeiros desequilíbrios que vão escondendo.

 

subscreva