Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no nosso website. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa política de cookies.
O vício da chucha
E o "teste do algodão"

É verdade que, muito secretamente, todas as mães sentem que, quase desde sempre, “nasceram” a saber ser mães. E é claro que uma tamanha convicção as anima e as enche de orgulho. E que, só por isso, não vale a pena contrariá-las. Mas há uma espécie de teste do género “o algodão não engana” que põe à prova a segurança de uma mãe. Esse “teste” chama-se... chucha.

A chucha é o melhor barómetro da experiência da mãe. Perante um primeiro bebé, sempre que a chucha cai ao chão, a mãe esteriliza-a. Num segundo bebé, passa-a por água. Num terceiro, sopra-a, ligeiramente. E ao quarto, reconhece que a famosa “vitamina P” dará uma ajuda preciosa ao sistema imunitário do bebé. Simples, portanto.

É claro que, de início, a maioria das mães acha que, com toda a sua dedicação de mãe, talvez a chucha nem seja precisa. Depois, passa a existir uma frota de chuchas, todas da mesma “família”, para que o desconsolo não se aproveite do bebé. A seguir, parte-se o seu coração sempre que imagina que terá de “tirar” a chucha ao seu bebé. Para que, finalmente, a tire. Devagarinho... Assim:

Ele usa chucha?
Não! Quer dizer, não... Isto é: sim. Por outras palavras: usa. Mas só para dormir!

Se este lado super-ternurento da relação das mães com a chucha dos filhos nos comove, já não consigo entender esta “onda” de crianças amigas da chucha que, aos três, aos quatro e aos cinco anos andam pela rua a chuchar. Será que a ideia dos pais passa por eles ficarem, dessa maneira, mais sossegados? Será que os pais terão ponderado o modo como tanta chucha se torna tão inimiga da articulação das palavras e da linguagem? E das alterações respiratórias e dos episódios inflamatórios? Daí que, se me permitem, era de altura de se dizer que, depois dos dois anos, a chucha devia ser proibida. E que, após dessa idade, chucha é “vício”. E que faz um bocadinho “mal” às crianças.

subscreva